Mãe-Estar

agosto 03 2022, 01:08

O sucesso da amamentação só depende da mãe?!

Antes de eu ser mãe e passar pela experiência da amamentação NUNCA tinha parado pra pensar sobre o tema. Via as fotos de revista em tons pasteis de mulheres sorrindo e amamentando e sonhava com o dia em que eu iria amamentar.

Antes de eu ser mãe e amamentar, talvez eu achasse que a amamentação dependesse só do desejo e do corpo da mulher. Talvez eu achasse, talvez não. Ponto é que eu nunca tinha pensado a respeito.

Depois de ser mãe e amamentar descobri com minha experiência e ajudando amigas próximas e mães que chegam até nós pedindo ajuda que o sucesso da amamentação não depende só da mãe!

Imagina um ser que depende exclusivamente de você para sobreviver?! Guarde este fato como um ponto importante de responsabilidade emocional! E que alimentar o bebê nos primeiros meses pode ocorrer a cada 2h, mais ou menos. Que no intervalo de 1h a 2h que você terá entre uma mamada e outra, o bebê demandará funções como banho, troca de fralda, colo para acolher o choro, tomar um solzinho… a casa continua em sua acelerada rotina de sujar-se e necessitar de alguém para ter alimentos na geladeira, comida quentinha, refeições que sustentem a mãe cujo gasto energético nunca foi nem perto do que é hoje.

Há contas para pagar, lixo para levar pra fora, compras de mercado a fazer, roupas para lavar…

Há ainda aquela que deveria ser protagonista, afinal é a parte MAIS IMPORTANTE para garantir a produção de leite em dia: a Mãe. Que minimamente deveria estar sendo apoiada em todos as tarefas que não são o ato de amamentar. Mas, muitas vezes além de ser ela a responsável por todo o descrito acima, lá dentro da sua mente mensagens como “Não estou dando conta”, “Estou exausta”, “Não tenho vida”, “não tenho paciência com meu filho”, “queria ser meu marido que sai pra trabalhar e só volta a noite”entre outras tantas famosas…

Com questões emocionais importantes, sem alimentação adequada, sem descanso já se cria uma atmosfera não protetora do aleitamento exclusivo. A produção de leite pode diminuir. Pedir ajuda pode se tornar um ponto de tensão. Ai quem está do lado, mesmo querendo seu bem, ao ofertar a fórmula “para o bebê dormir a noite toda para você descansar” poderá estar contribuindo para esse ciclo, pois sabemos que nas primeiras semanas e meses de vida o bebê regular por ele o ritmo das mamadas, inclusive à noite, é importantíssimo para o sucesso deste aleitamento nos próximos meses.

Então se você é companheiro, mãe, sogra, amiga, prima ou qualquer posição da possível REDE DE APOIO, saiba que você é importantíssima para ajudar em qualquer uma das funções acima, inclusive de apoio emocional, de escuta sem julgamento e com sua ajuda ela poderá ter mais chances de sucesso na amamentação.

E se ainda precisar de uma ajuda profissional, como consultora de amamentação ou serviços que suportem a mãe que pode não ter rede de apoio por perto, como faxina, kit marmita, um brunch… saiba que nós do Mãe-Estar temos uma rede de mais de 100 profissionais experts em apoiar a mãe no puerpério! Contem com a gente!

Por Aline Pedrazzi, CEO e fundadora da Mãe-Esta e mãe da Giulia e da Pietra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sem comentário.
Junte a sua rede de apoio e torne seu puerpério mais leve com produtos e serviços para autocuidado e praticidade. Tudo que a mãe precisa em um único lugar com a qualidade Mãe-Estar.
0
CARRINHO
  • Carrinho vazio.